O América-MG segue sem saber o que é derrota em casa na temporada. Venceu a Ponte Preta, por 2 a 0, no Independência, conformando a briga pelas primeiras colocações da Série B.

Agora são 10 jogos (cinco pelo Mineiro e cinco pela competição nacional) como mandante em 2024. O time venceu sete e empatou três. Na Série B, são quatro vitórias e um empate.

O capitão Juninho destaca a força do Coelho no Independência. Ele cita a sinergia do time com os torcedores.

– É simplesmente entender o que significa o Independência para o América. É amor, é paixão. O torcedor consegue demonstrar o sentimento dele para a gente. E a gente encarna tudo aquilo que ele demonstra.

O técnico Cauan de Almeida analisou o bom desempenho do América em casa e também fora. Para ele, a equipe tem algumas oscilações pontuais como visitante durante os jogos.

– O primeiro tempo contra o Paysandu (perdeu o jogo por 2 a 0) foi muito parecido com o que a gente joga em casa. Mas realmente, a gente precisa melhorar alguns aspectos fora de casa, talvez aproximar um pouquinho o nível ofensivo.

Na Série B, foram quatro partidas como visitante, com uma vitória, dois empates e uma derrota.

Mas entendo que a gente teve alguns rendimentos interessantes (como visitante), só está oscilando um pouquinho mais fora de casa, dentro do próprio jogo, não o jogo todo – disse Cauan.

GE


Avatar

administrator