Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O Banco Central da Rússia retomará a compra de ouro no mercado doméstico de metais preciosos a partir de 2ª feira (28). A medida foi anunciada no domingo (27), um dia depois de o Ocidente endurecer as sanções econômicas ao país por causa da invasão à Ucrânia.

Os Estados Unidos e a União Europeia anunciaram no sábado (26) a exclusão de alguns bancos russos do Swift, o principal sistema de pagamentos internacionais do mundo. Além disso, falaram em implementar medidas para restringir o Banco Central da Rússia a usar suas reservas internacionais.

A Rússia tem mais de US$ 630 bilhões em reservas internacionais e cerca de 21% disso está armazenado em ouro. Segundo dados do Banco Central da Rússia, as reservas em ouro somavam US$ 132,2 bilhões no início de fevereiro.

O volume das reservas em ouro subiu quase US$ 100 bilhões desde 2014, quando a Rússia também foi ameaçada de deixar o Swift ao anexar a Crimeia. Para especialistas, essas reservas podem ajudar o país a enfrentar as sanções financeiras do Ocidente.

Em comunicado publicado depois de os Estados Unidos e a União Europeia anunciarem a exclusão de bancos russos do Swift, o Banco Central da Rússia disse que tem “os recursos e ferramentas necessários para manter a estabilidade financeira e garantir a continuidade operacional do setor financeiro”.

Fonte: Poder 360


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.