Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Por Geraldo Elísio (Repórter)

Nunca em minha vida de repórter, em todas as áreas em que atuei me servi da mentira como forma de obter boas fontes de manchetes. E tenho muito orgulho deste comportamento que por sinal sempre me trouxe as mais diversas formas de transtornos em termos pessoais. Não importa. Fui eu mesmo quem escolhi a profissão.

Agora, diante do noticiário nacional envolvendo o ministro Luís Roberto Barroso, revelando que a ex-“presidenta” Dilma Rousseff – ela gosta de ser chamada assim – foi mesmo vítima de um golpe de estado em virtude de perda de apoio político, como ficam os golpistas canalhas ou simplórios a discutir sapienciais políticas em portas de botecos?

A começar do canalha do presidente que a substituiu, certo tal de Michel Temer, o mesmo que no dia em que o ex-presidente Itamar Franco, então ocupando o Palácio da Liberdade, disputando com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso quem seria o candidato do PMDB à presidência do País, liderou uma malta contrária aos princípios democráticos.

Alguém poderá me indagar como sei disto? Fácil responder. No mesmo dia eu estava em Brasília e, após o final da convenção que permitiu a reeleição de FHC. Itamar Franco – que morreu, eu tendo rompido com ele – na residência do mesmo me disse que o canalha do Temer – que parece ter ainda aliados em Minas – o goiano Iris Rezende, o maranhense José Sarney e o baiano-mineiro Newton Cardoso participaram da trama.

Mais do que isso, tão logo cheguei a Brasília e fui para o Congresso Nacional, de cara encontrei com o primeiro e único governador da Ilha de Fernando de Noronha, onde hoje pululam tubarões, Fernando César Mesquita, intimamente ligado a José Sarney. Cumprimentamo-nos, ele me convidou a passar uns dias na ilha, o que gentilmente eu dispensei e passamos a conversar sobre política. Foi inevitável a pergunta:

– Fernando quem vencerá esta disputa?

Ele não titubeou um segundo em responder: “Claro que o FHC, pois está tudo combinado com o meu chefe, com o Temer, o Iris Rezende, o Newton Cardoso e outros”. Despedimo-nos e ele seguiu caminho de tempos em tempos parando para conversar com alguém e, por telefone, transmitindo informações a Sarney. Muita coincidência para ser tratada como simples invencionice.

Agora, em matéria publicada no portal 247 o ministro Luís Roberto Barroso revela ao mundo a sórdida trama envolvendo Dilma Rousseff. Informo a todos os possíveis interessados que continuo sendo um anarquista filosófico convicto, consequentemente não tenho partido político, tais informações das quais disponho resultantes do meu exercício profissional do jornalismo.

Alguns poderão argumentar que na disputa entre Aécio Neves e Dilma, para o horário eleitoral televisivo, gravei um depoimento favorável a ela. Chegou a ir ao ar somente duas vezes, os tucanos recorrendo à Justiça para retirá-lo do ar. Mas isto não fez de mim um petista.

Na época era redator do Novo jornal, nós estávamos sendo perseguidos vergonhosamente por Aécio Neves e sua irmã Andrea, ex-prisioneira de penitenciária feminina em Belo Horizonte, inclusive com gente ligada ao Esquadrão da Morte e, atendendo a uma solicitação de dilmistas, com uma equipe televisiva vinda de Brasília, em casa do então presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, Kerisson Lopes, cumpri o, o meu dever profissional. Sem deixar um segundo sequer de ser anarquista para me transformar em petista.

E nem condeno ninguém que tenha optado como muitos deles dizem terem “seguido o chefe”, votando em Bolsonaro, o farofeiro pouco higiênico que tenta passar ao mundo que as massas empobrecidas brasileiras são assim, o que é um desrespeito para com eles pois a ideia da estúpida publicidade foi das mais infelizes.

E além do mais os “chefiados” não têm o dever de saber detalhes de bastidores, cabendo esta obrigação a eu que sou jornalista e tenho a obrigação de informar sem tomar partido.

A todas as pessoas citadas nesta matéria automaticamente é garantido o direito da resposta no espaço tamanho e corpo.


1 Comentário

  • Avatar

    SocorroBrasil, fevereiro 3, 2022 16:25 @ 16:25 Responder

    Excelente matéria

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.