Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Em Juiz de Fora, nesta sexta-feira (5/8), o candidato ao governo de Minas Alexandre Kalil (PSD) criticou o governo Zema (Novo), e disse que “o Estado está abandonado”. O candidato apoiado por Lula disse em evento que quer “governar para o povo”.

O ex-prefeito de Belo Horizonte visitou a Universidade Federal de Juiz de Fora, acompanhado pela prefeita Margarida Salomão (PT), e também apontou problemas na educação do estado.

“Temos que reconstruir a educação em Minas. As aulas voltaram sem professores. Estamos atrás no ensino integral, somos o último na região Sudeste”.

O candidato disse que ajudou “a construir a fábrica da Mercedes” enquanto morou em Juiz de Fora, e que, na época, “Minas Gerais tinha voz”.

Kalil (PSD) também sinalizou apoio aos servidores públicos em uma possível gestão. Afirmou que eles foram “largados” e que quer “ouvi-los e ajudá-los”.

Secretariado

Alexandre Kalil criticou também a escolha do secretariado de Romeu Zema. O ex-prefeito de Belo Horizonte disse que “não tem explicação” Minas ter uma das maiores malhas viárias do país e ter como secretário de Infraestrutura e de Mobilidade um advogado paulista. Atualmente, o titular da pasta é Fernando Marcato.

“Nós temos um secretário de estrada, de infraestrutura, que é um advogado de São Paulo. Nunca ‘tocou’ em um trecho de estrada na vida dele. Como o Estado que tem a maior malha viária do país tem como secretário de Infraestrutura, que cuida de estradas, um advogado de São Paulo?”, questionou Kalil.

Ele ainda alfinetou a escolha de Zema para o comando do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha). Em maio, o governador nomeou a prima do diretor executivo e sócio da Tamisa, empresa que foi licenciada para minerar na Serra do Curral, para chefiar o instituto.

“Tem que tomar conta, pegar um secretário de Meio Ambiente, que não seja primo do Iphan, tia ou sobrinho, e ele tem dar conta disso (…) autorizaram esse crime na Serra do Curral. Qual é o interesse? Qual o interesse do Rodoanel ser feito às pressas? Não estou falando de vida pessoal porque não me interessa onde ele (Zema) mora, com quem ele namora, o que ele tem na vida, se pagou ou agiotou, me interessa o que ele fez como governador. Nós tivemos anos perdidos”, afirmou.

Kalil criticou a atual secretária de Educação, Julia Sant’Anna. Ele acusou Júlia, que é fluminense, de ter passado o período da pandemia da Covid-19 no Rio de Janeiro, “enquanto diversos alunos estavam sem aula e passando necessidade no Estado”.

“A secretária de Educação de Minas é uma carioca. Na pandemia enquanto as secretarias estavam lutando com os alunos, passando necessidade, porque boa parte deles precisam ir para a escola merendar, a secretária de Educação de Minas Gerais passou a pandemia no Rio de Janeiro. Ao invés de cuidar desses alunos desamparados, sem escolas, ela foi para o Rio de Janeiro”, afirmou Kalil.

 


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.