Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Embora lidere as pesquisas até agora, o ex-presidente Lula relatou a caciques do MDB uma preocupação com um eventual segundo turno contra o presidente Jair Bolsonaro este ano.

Na reunião com emedebistas, o petista avaliou que Bolsonaro dobrará a aposta na radicalização num eventual segundo turno e que, por isso, precisa vencer a eleição já no primeiro turno.

Segundo relatos, Lula usou esse argumento para reforçar o pedido por um apoio formal do MDB já na primeira etapa do pleito. O petista disse, inclusive, estar disposto a conversar com quem precisar da legenda.

Entre os emedebistas, Lula disse que, se preciso, topa falar diretamente com o presidente nacional do partido, Baleia Rossi, com o ex-presidente Michel Temer e até com a senadora Simone Tebet, pré-candidata da sigla ao Planalto.

Caciques do MDB prometeram ao petista ajudá-lo nessa tarefa. Uma primeira tentativa foi feita durante uma reunião de emedebistas com Temer na tarde desta terça-feira (19/7), em São Paulo.

 


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.