O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está se recuperando bem da pneumonia e influenza, apesar de ter cancelado sua visita de estado à China. Segundo o médico do presidente Roberto Kalil, Lula deve ter “vida normal” já a partir de terça-feira (28).

Lula foi obrigado a abortar a viagem para Pequim e Xangai, que ocorreria nesta semana.

O diagnóstico completo de Lula é de broncopneumonia bacteriana e viral por influenza A. Ele está em tratamento e segue tomando medicação.

Kalil ressaltou que o cancelamento da viagem foi uma precaução que partiu do próprio presidente Lula, após receber o diagnóstico de influenza A, o que pode ser transmitido a outras pessoas. Além disso, o presidente teria de enfrentar uma viagem longa, de mais de trinta horas, tomando medicações.

Uma reunião com Xi Jinping ocorreria em Pequim na terça (28). O encontro entre os dois líderes era muito aguardado em especial pelos setores comercial, industrial e agrícola.

Todos os mais de 20 atos, acordos e memorandos que seriam assinados foram congelados e apenas serão anunciados quando Lula estiver na China, o que ainda não tem data definida para acontecer.

Em nota, o governo chinês desejou uma rápida recuperação ao brasileiro e sinalizou que está em contato com o Itamaraty para repensar a agenda e buscar uma nova data para o encontro.

Dentro da chancelaria chinesa, porém, o clima era de frustração. Pequim havia organizado uma recepção de grande pompa ao brasileiro, a primeira desde a posse de Xi para seu terceiro mandato.

Todos os ministros que acompanhariam Lula cancelaram a ida. A exceção é o chefe da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro (PSD), que já está em Pequim, vai manter os encontros previstos e volta no dia 30.

Um grupo de empresários também já havia viajado para a China, e os eventos de negócios serão mantidos.


Avatar

administrator