Sergio Moro (União-SP), pré-candidato ao Senado Federal por São Paulo nas eleições deste ano, é aguardado na noite desta quarta-feira (08/06) em Belo Horizonte para uma palestra. O evento privado, que deve contar com cerca de 80 pessoas, é organizado pelo Instituto de Formação de Líderes de BH (IFL-BH).

Ex-juiz federal e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública entre janeiro de 2019 e abril de 2020, Moro vai falar sobre tema que aborda constantemente e que leva como premissa de campanha: o combate à corrupção. O evento deve durar cerca de uma hora e meia.

Nessa segunda-feira (6), Moro falou sobre a visita à capital de Minas Gerais. Na ocasião, ele criticou Alexandre Kalil (PSD), pré-candidato ao Governo de Minas e aliado de Lula (PT), pré-candidato à Presidência da República, no pleito de 2022.

“Chega a ser elogio receber ataques de um político que já admitiu em debate que ‘rouba, mas não pede propina’ e teve a gestão investigada por superfaturamento. Lula e Kalil se merecem. Mas Minas não merece nenhum dos dois. Aliás, visitarei Minas nesta semana”, afirmou Moro, nas redes sociais.

Kalil é crítico de Moro no âmbito da Operação Lava-Jato. O Supremo Tribunal Federal (STF) reconhece Moro como parcial na condução do processo do triplex envolvendo o ex-presidente Lula.

Com isso, as condenações do também pré-candidato à Presidência em 2022 foram anuladas. No caso triplex do Guarujá, cidade do litoral de São Paulo, Lula havia sido condenado a oito anos e dez meses de prisão. Já no processo sobre o sítio no município paulista de Atibaia, a pena era de 17 anos de prisão.