A famosa canção “Não quero dinheiro”, eternizada na voz de Tim Maia, foi escolhida para contar a história e embalar a campanha de Alexandre Silveira (PSD), candidato do presidente Lula (PT) ao Senado por Minas Gerais. A paródia conta a carreira profissional de Silveira desde os 14 anos, quando teve a sua primeira carteira de trabalho assinada, o início da relação com Lula até o trabalho desenvolvido como Senador da República – cargo que assumiu em fevereiro deste ano.

A música destaca o início da carreira de Alexandre Silveira como servidor público. Após se formar em Direito, se tornou delegado da Polícia Civil e trabalhou durante anos no Vale do Aço, sendo responsável pela criação da 1ª Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher da região. A música relembra o início da história de Silveira com Lula. Em 2004, apresentado pelo ex-vice-presidente José Alencar, o hoje senador tornou- se diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), no primeiro mandato de Lula na Presidência da República. Após se destacar na condução de projetos de infraestrutura em Minas, Alexandre Silveira foi eleito deputado federal por dois mandatos. Reeleito em 2010, o então deputado atuou como secretário de Estado de Gestão Metropolitana e de Saúde, entre 2011 e 2014.

Em fevereiro deste ano, Alexandre Silveira assumiu o cargo de senador após ser eleito primeiro suplente de Antonio Anastasia, em 2014, e o ex-governador mineiro ter assumido o cargo de ministro no Tribunal de Contas da União.

A canção destaca os seis meses de mandato de Silveira no Senado, com sua atuação como relator da Lei Paulo Gustavo e do projeto que acaba com a tese da Legítima defesa da honra nos crimes de feminicídio – aumentando a proteção à mulher -, além de projetos apresentados, como o que determina o pagamento do Auxílio Brasil em dobro para mães solo e o 13º pagamento do benefício social.

A música termina dizendo que Alexandre Silveira irá somar forças com Kalil, no governo mineiro, e com Lula na Presidência da República para que Minas e o Brasil avancem!

A letra da música:

Ele nasceu em BH, aos 14 foi trabalhar, foi à luta para ser alguém.

Sempre soube que estudar é o caminho pra avançar, fez Direito, Delegado se tornou.

Alexandre Silveira foi se destacando, sensibilidade, sempre demonstrando.

Foi apresentado ao presidente Lula por Zé Alencar para com o Brasil colaborar.

Coordenou projetos e o povo mineiro viu que era honrado, virou deputado, e Minas inteira Alexandre Silveira pode ajudar.

Reeleito deputado federal, secretário de Saúde estadual com eficiência resultado vem.

Defendeu emprego, renda e hospital, segurança e a indústria nacional e este ano se tornou senador.

Foi o relator da Lei Paulo Gustavo, do feminicídio e também mãe solo, décimo terceiro do Auxilio Brasil sugeriu criar para nossa vida melhorar.

Alexandre Silveira vai somar com a gente, com Kalil e Minas, Lula presidente. Quero no Senado 555 pro país ganhar. (3x)


Avatar