Caminhões, ônibus e vans movidos a diesel estão na mira da prefeitura de BH que está fiscalizando os veículos para averiguar a emissão de gases poluentes.

Para proporcionar melhora na qualidade do ar na capital, a PBH realiza blitzen em corredores de tráfego na cidade e nos pontos finais e estações de ônibus. As operações da Operação Oxigênio serão sempre às quartas-feiras.

Conforme a Prefeitura de Belo Horizonte, após as abordagens em caminhões, ônibus, utilitários e escolares, fiscais de Controle Urbanístico e Ambiental da Prefeitura, com apoio da Polícia Militar, inspecionam os veículos e verificam o nível de emissão e a cor da fumaça.

Os que são flagrados pelos fiscais, aparentemente emitindo fumaça em excesso, são parados e vistoriados de forma preventiva, com o subsídio da Escala Ringelmann – uma escala gráfica usada para avaliação colorimétrica de densidade de fumaça, constituída de seis padrões com variações uniformes de tonalidade entre o branco e o preto.

O responsável pelo veículo irregular é autuado e têm até 15 dias para providenciar a manutenção. Depois, é preciso comprovar que a situação foi regularizada, marcando uma vistoria no Ponto Fixo da Prefeitura, no bairro Coração Eucarístico.

Operação Oxigênio

Variação da multa na primeira constatação de irregularidade: R$ 367,93 a R$ 4.169,92

Endereço do Ponto Fixo: Via Expressa, 3.200, bairro Coração Eucarístico

Telefone para agendamento de vistorias: (31) 3246-0193

Denúncia de irregularidades: Telefone 156 (informar número da placa do veículo)

O Ponto Fixo realiza a inspeção veicular e também contempla veículos para vistoria espontânea, de caráter preventivo e sem punição. Em ambos os casos, é necessário agendar a inspeção. O serviço é gratuito.

Serviço

Ponto Fixo: Via Expressa, 3.200, bairro Coração Eucarístico.

Agendamento pelo telefone 3246-0193.

Em 2020, 1.400 veículos foram vistoriados fora da Operação Oxigênio. No ano seguinte, auge da pandemia, foram apenas 320. E, neste ano, de janeiro a maio, já são 176.