No anúncio do nome do deputado Luciano Bivar como pré-candidato do União Brasil para presidente da República, o líder do partido na Câmara, Elmar Nascimento (BA), fez questão de dizer: 1 – Bivar é uma escolha unânime da bancada, e provavelmente acabará sendo referendado por todo o partido, sem contestações; 2 – O União Brasil está conversando também com o pré-candidato do PDT, Ciro Gomes, para que se integre ao grupo como possível candidato da terceira via, do qual também fazem parte o PSDB, o MDB, o Cidadania e o Solidariedade.

Sobre a combinação das legendas desta autoproclamada “terceira via”, de lançarem um candidato único, os jornalistas perguntaram a Elmar Nascimento se ele acreditava mesmo que Bivar poderia superar João Doria (PSDB) na escolha do grupo.

O ex-governador de São Paulo tem ficado em torno de 3% nas pesquisas de intenção de voto. A pré-candidata do MDB, senadora Simone Tebet (MS), entre 1% e 2%, e Bivar nem pontua. Elmar Nascimento respondeu que, antes, os tucanos terão que se unificar em torno de um nome para submeter ao grupo.

Ou seja, enquanto o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo leite estiver na pista, e o partido dividido entre ele e Doria, o PSDB não poderá submeter um nome ao grupo. Em outras palavras, o União Brasil emparedou Doria e Leite. De quebra chamou Ciro Gomes para o jogo.

Caso Ciro se junte ao grupo, ele estará bem à frente de Doria e até da pré-candidata do MDB, senadora Simone Tebet (MS). Ele tem pontuado 9% na preferência do eleitorado, em terceiro lugar, atrás de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL).

O pedetista teria, portanto, muito mais chances de ser o indicado como possível candidato único desta “terceira via” se se juntar ao grupo. O problema é que João Doria não gosta muito dessa ideia. Mas a verdade é que o União Brasil está de olho muito mais em Ciro Gomes como candidato, do que em Doria, Leite ou Simone Tebet.

Luciano Bivar, com essa jogada, se credencia para disputar com Simone ou Eduardo Leite a vaga de vice dessa eventual chapa. Quanto a Doria, ninguém no Congresso acredita que ele desistirá. Mas corre o risco de ficar sem apoio do grupo e seguir com baixíssima pontuação até o final.


1 Comentário

  • Avatar

    Luis Gustavo Riani, abril 14, 2022 23:52 @ 23:52

    Perfeita a análise

Os comentários estão fechados.