Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O valor do vale-gás de R$ 53 em junho equivale a menos da metade do preço médio do botijão apenas nos estados de Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro.

Os beneficiários recebem, a cada dois meses, o valor correspondente a 50% do preço médio nacional de revenda do botijão de 13 kg de gás liquefeito de petróleo (GLP).

De acordo com o último levantamento de preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na semana de 12 a 18 de junho, o valor de R$ 53 não cobriria a metade do valor do botijão de 13 kg em 23 estados nem no Distrito Federal, com exceção do Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia.

O preço médio do botijão chegou a R$ 134,86 no estado de Mato Grosso.

Quando são analisadas as regiões do país, em nenhuma delas o valor do vale-gás cobriria a metade do valor do botijão.

Vale ressaltar que os valores divulgados pela ANP são uma média em cada localidade, após consulta às revendedoras.

O valor do vale-gás de junho é R$ 2 maior que o de abril. O benefício será pago para 5,68 milhões de famílias, no valor total de R$ 301,2 milhões. Em abril eram 5,39 milhões de famílias beneficiadas, com pagamento total de R$ 275 milhões.

O Ministério da Cidadania informa que o valor do benefício é de no mínimo 50% da média do preço nacional de referência do botijão dos seis meses anteriores.

Como é calculado o valor

Os beneficiários recebem, a cada dois meses, o valor correspondente a 50% do preço médio nacional de revenda do botijão de 13 kg.

Para averiguação do valor do benefício, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulga mensalmente, até o 10º dia útil do mês, o valor da média dos seis meses anteriores referentes ao preço nacional do botijão de 13kg de GLP.

Levantamento no site da ANP mostra um salto no valor médio mensal do botijão em março e abril deste ano e queda em maio e junho, mas ainda se mantendo num patamar de valor elevado. Veja abaixo:

  • Junho de 2022: 112,58
  • Maio de 2022: 112,86
  • Abril de 2002: R$ 113,51
  • Março de 2022 – R$ 109,31
  • Fevereiro de 2022 – R$ 102,52
  • Janeiro de 2022 – R$ 102,41
  • Dezembro de 2021 – R$ 102,32
  • Novembro de 2021 – R$ 102,44
  • Outubro de 2021 – R$ 100,78
  • Setembro de 2021 – R$ 97,74
  • Agosto de 2021 – R$ 93,43

Quem tem direito

  • Famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal (CadÚnico), com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional (R$ 606). Clique aqui e veja como se inscrever no CadÚnico;
  • Famílias que tenham entre seus membros residentes no mesmo domicílio quem receba o Benefício de Prestação Continuada da assistência social, o BPC, que prevê um salário mínimo mensal (R$ 1.212) à pessoa com deficiência e ao idoso com 65 anos ou mais que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção nem a família;
  • A lei estabelece que o auxílio será concedido “preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica que estejam sob o monitoramento de medidas protetivas de urgência”.

Como é feito o pagamento

Os pagamentos são feitos nos meses pares, nas mesmas datas das parcelas do Auxílio Brasil – que se baseiam no final do Número de Identificação Social (NIS).

Os pagamentos de junho começaram no dia 17. Os primeiros a receber foram os beneficiários que possuem final 1.

 


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.