Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Em convenção estadual, além de formalizar a candidatura do deputado federal André Janones à presidência da República, o Avante chancelou, no sábado (23), o apoio à reeleição do governador Romeu Zema (Novo). Zema, inclusive, prestigiou o encontro do Avante. Apesar da composição, o Avante não terá nenhuma candidatura majoritária em Minas Gerais, ou seja, nem à vice, nem ao Senado.

O presidente nacional do Avante, Luis Tibé, apontou a regularização de repasses constitucionais da Saúde, do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) como um dos motivos. “Em um primeiro momento, eu não acreditava que o governo (Zema) seria exitoso, mas eu tenho que publicamente te dar os parabéns por ter mudado a cara deste Estado”, argumentou Tibé.

Romeu Zema afirmou que o Avante é “muito maior” do que o Novo. “Saí da convenção do meu partido agora e acho que era (só) o palco que tinha lá. Era mais ou menos essa a quantidade de pessoas. Eu estou aqui realmente assustado com o tamanho do evento de vocês”, disse o governador. Além de Zema, o secretário de Estado de Governo, Igor Eto, também foi à convenção estadual do Avante.

Zema ainda sinalizou que dará palanque aos candidatos a deputados federais e estaduais do Avante. “Quero expressar o meu total apoio, reconhecimento e estímulo aos pré-candidatos que estão aqui presentes, principalmente às mulheres, porque precisamos de mais mulheres na política. (…) Naquilo que eu puder, quero estar contribuindo com a eleição de todos os pré-candidatos”, garantiu o governador.

O Avante tem 53 candidatos a deputados federais e 65 candidatos a deputados estaduais. Conforme Tibé, o objetivo é fazer cinco cadeiras na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e outras cinco na Câmara dos Deputados. “Não tenho dúvidas que faremos cinco deputados federais. Então, no meio de vocês, podem ter certeza que estão sendo disputadas três vagas de deputado federal e com eleição estratégica, ou seja, poucos votos. (…) E não tenho também nenhuma dúvida que elegeremos uma bancada de cinco estaduais, podendo eleger seis”, projetou o deputado federal.

Atualmente, o Avante tem três assentos na Câmara. Além do próprio Tibé, Janones e Greyce Elias ocupam uma cadeira na Casa. Tanto Tibé quanto Greyce são candidatos à reeleição. O partido ainda tem como candidatos a federal nomes como o ex-deputado estadual Ruy Muniz e o ex-vereador de Belo Horizonte Jair di Gregório. Já na ALMG, o Avante tem dois assentos, com Arlen Santiago e Fábio Avelar de Oliveira, que irão tentar renovar o mandato. A chapa estadual ainda tem, por exemplo, a advogada Carol Caram.

Embora o Avante tenha batido o martelo pelo apoio a Zema, Janones garantiu que tem independência para fazer compromissos com “aqueles que assumirem as nossas pautas”. “Se nenhum dos pré-candidatos tiverem puderem se comprometer com aquilo que pra nós é muito caro, eu tenho essa independência dentro do partido através do nosso presidente nacional de atuar respeitando o posicionamento do partido, mas de não me envolver politicamente com esse pré-candidato”, explicou.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.