Ricardo Cappelli, braço direito de Flávio Dino no ministério da Justiça, anunciou hoje sua saída da pasta.

Ele deixa o cargo de secretário-executivo nesta semana. “Fiz o melhor que pude pela democracia e pelo Brasil. Agradeço ao ministro Dino e ao presidente Lula pela oportunidade e confiança”.

Cappelli também desejou sorte a Ricardo Lewandowski. Ele assume o ministério da Justiça no lugar de Flávio Dino, que foi indicado ao STF por Lula.

Cappelli diz que não pediu demissão, mas Lewandowski quer escalar sua própria equipe. Cappelli vai colaborar com a transição para a nova gestão do Ministério da Justiça.

O presidente Lula considerou manter Cappelli na pasta como um “super secretário-geral” para cuidar da área de segurança pública, que ocupa 90% da rotina da pasta. Mas Lewandowski só aceitou o convite com a condição de ter carta branca para montar a equipe.

“Deixo nesta semana o Ministério da Justiça e Segurança Pública com o sentimento de dever cumprido. Fiz o melhor que pude pela democracia e pelo Brasil. Agradeço ao ministro @FlavioDino e ao pres. @LulaOficial pela oportunidade e confiança. Desejo sucesso ao ministro Lewandowski”.


Avatar