Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

A Embaixada dos Estados Unidos defendeu, na noite desta terça-feira (19/7), a confiabilidade do processo eleitoral brasileiro. A instituição disse que o sistema é um exemplo mundial e que as eleições “servem como modelo para as nações do hemisfério e do mundo”.

“As eleições brasileiras, conduzidas e testadas ao longo do tempo pelo sistema eleitoral e instituições democráticas, servem como modelo para as nações do hemisfério e do mundo”, diz a nota.

“Como já declaramos anteriormente, as eleições do Brasil são para os brasileiros decidirem. Os Estados Unidos confiam na força das instituições democráticas brasileiras. O país tem um forte histórico de eleições livres e justas, com transparência e altos níveis de participação dos eleitores”, completa.

A embaixada diz ainda que está confiante na lisura do processo deste ano, que deve refletir sobre o desejo do eleitorado brasileiro. “Os cidadãos e as instituições brasileiras continuam a demonstrar seu profundo compromisso com a democracia. À medida que os brasileiros confiam em seu sistema eleitoral, o Brasil mostrará ao mundo, mais uma vez, a força duradoura de sua democracia”, concluiu.

Ataques do presidente

Na tarde de segunda-feira (18/7), o presidente Jair Bolsonaro (PL) fez uma série de ataques às urnas eletrônicas e disseminou diversas notícias falsas sobre a confiabilidade do sistema de votação do país durante reunião com embaixadores. O presidente também insistiu no discurso de que os magistrados tentam constantemente “desestabilizar” seu governo.

Após as acusações de Bolsonaro, o ministro Edson Fachin deu recados duros ao chefe do Executivo. O presidente do TSE disse que estão tentando “sequestrar a opinião pública” e que é hora de “dizer um basta”.

 

 


Paola Tito

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.