Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Um grupo que reúne 72 coletivos e instituições de Belo Horizonte entregou, nesta quinta-feira (19), ao prefeito Fuad Noman (PSD), uma carta de repúdio contra a instalação do complexo de mineração na Serra do Curral.

No texto, as entidades apelam para que Ministério Público de Minas, Ministério Público Federal e Poder Judiciário envidem esforços para anular a decisão do Conselho Estadual de Política Ambiental de Minas Gerais (Copam) que autorizou o empreendimento, no dia 30 de abril.

De acordo com as instituições, a Serra do Curral tem se transformado em uma “fonte de exploração de mineradoras”, o que tem descaracterizado o ecossistema do local.

Além da carta de repúdio, o grupo também entregou à PBH um documento em que constam pontos de apoio à manutenção do Plano Diretor, que foram discutidas no fim de abril, durante o Seminário Novos Horizontes.

O grupo afirma ser necessária uma ação judicial com o objetivo de anular a portaria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que retira a cidade de Nova Lima, onde o complexo de mineração será instalado, da área de tombamentos históricos da Serra do Curral.

Além disso, pediram que seja feita uma manifestação pública por parte da prefeitura e de unidades de conservação municipais, contra a aprovação da licença ambiental concedida à mineradora que vai atuar na área.

Universidades 

Nessa terça-feira (17), a Pontifícia Universidade Católica e a Universidade Federal de Minas Gerais também divulgaram um manifesto conjunto em defesa da Serra do Curral.

O texto aponta as preocupações das entidades com possíveis impactos que a mineração na região pode provocar ao meio ambiente, à saúde e à qualidade de vida da comunidade no entorno.

O manifesto cita que no local estão abrigadas espécies endêmicas – que se reproduzem e são importantes para aquela região – ameaçadas. Além disso, os reitores dom Joaquim Giovani Mol Guimarães, reitor da PUC, e Sandra Regina Goulart Almeida, reitora da UFMG reiteram que a Serra “possui papel de reguladora climática e provedora de água em quantidade e com qualidade”.


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.