Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

O Pros decidiu hoje apoiar a chapa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) à presidência. O acordo foi fechado em reunião com Eurípedes Júnior, presidente do partido, e a coordenação da campanha lulista, três dias depois de o partido lançar o coach Pablo Marçal (Pros) ao cargo. Nas redes sociais, ele segue se dizendo candidato.

O acordo se dá em meio a uma tentativa da campanha de Lula de reduzir o número de candidatos ao Planalto para aumentar a chance de vitória no primeiro turno. Segundo o PT, propostas do partido já foram apresentadas para serem incorporados ao programa de governo, mas ainda não está claro se Marçal já retirou ou não sua candidatura.

O encontro ocorreu na Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT, na hora do almoço de hoje. Participaram Alckmin, Aloízio Mercadante, presidente da fundação e um dos coordenadores da campanha, Eurípedes Junior, presidente do Pros, Felipe Espírito Santo, presidente da Fundação da Ordem Social, e Bruno Pena, advogado do Pros.

Em viagem ao Nordeste nesta semana, Lula e a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), não participaram do encontro, mas já foram informados do resultado. Segundo o PT, a oficialização deverá ocorrer em evento na próxima sexta (5), data limite para as convenções partidárias estabelecida pela Justiça Eleitoral. A expectativa é que o partido anuncie, ainda, apoio à chapa de Fernando Haddad (PT) em São Paulo.

O Pros, que apoiou o PT nas duas últimas eleições nacionais com Dilma Rousseff (2014) e Haddad (2018), lançou o empresário e influencer Pablo Marçal em convenção no último domingo (31). É a primeira vez que o partido disputaria o cargo e e primeira vez que Marçal pleitearia um cargo público. Apesar da reunião, divulgada pelo PT e confirmada por Eurípedes, Marçaç não se pronunciou sobre a retirada da candidatura.

Em duas redes sociais, veículo em que é ativo, ele segue como candidato. “Eu não acredito em um Brasil de politiqueiros, por isso me coloquei a disposição! #ChegaDesses2”, publicou, na tarde de ontem (2), referindo-se ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e a Lula, que agora seu partido diz apoiar.

O UOL tentou entrar em contato com Eurípedes, que apenas confirmou a reunião e o apoio, e com Marçal, mas não teve sucesso. Segundo membros da campanha de Lula, as principais propostas apresentadas pelo Pros se voltam à economia, em especial à situação dos endividados. Com isso, o Pros se torna o oitavo partido a se unir à campanha de Lula. Além de PT e PSB, da chapa principal, a aliança conta ainda com PCdoB e PV, que compõe federação com o PT, PSOL, Rede e Solidariedade.

 


Avatar

editor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.