Informações de Contato

Belo Horizonte - MG

Atendimento

Por Marcelo Gomes

Na terça-feira (15/02), a Assembleia Legislativa recusou um pedido de Zema para que os deputados analisem com celeridade o projeto que pretende vender a Codemig. O episódio demonstra a não concordância dos parlamentares à política privatista de Zema. E mostra também que o governador vai ter dor de cabeça se insistir com essa agenda.

Desde que assumiu o governo, Zema tenta incluir Minas no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), socorro financeiro federal. A privatização de empresas públicas é uma das condições de aderência ao RRF. A primeira empresa colocada à venda foi a Codemig. Desde o fim de 2019 tramita um projeto na Assembleia para privatizar a empresa.

Zema solicitou na última terça urgência na tramitação dessa proposta. O governador pediu celeridade porque o RRF é, ao menos para ele, a única medida de ajuste nas contas estaduais. E ações nesse sentido foram requisitadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Desde 2018 a corte permitiu que Minas não pagasse as parcelas da dívida que tem com o governo federal face à dificuldade financeira do estado. Mas, para isso, há uma condicionante: o governo mineiro deve mostrar ainda este semestre providências em prol da estabilidade financeira.

Boa parte dos deputados entende o RRF como uma péssima saída à crise, uma vez que obriga Minas a vender suas empresas. Para eles, no final das contas, o estado poderia sair prejudicado. Com a atitude desta terça, a Assembleia sinaliza para Zema sua insatisfação com o RRF.

A questão do regime fiscal acarretou um grande desgaste na relação ALMG Palácio Tiradentes. Zema processou o parlamento no STF por se negar a analisar a adesão ao RRF.

 


Avatar

contributor

1 Comentário

  • Avatar

    SocorroBrasil, fevereiro 17, 2022 18:11 @ 18:11 Responder

    Para quem vende roupas do desastre do córrego do feijão, espera-se de tudo. Deve estar sendo prensado por forças sobrenaturais para vender tudo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.